segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Veja alguns móveis com desing clean

Fiz uma seleção de móveis modernos para a casa toda, da sala para a cozinha, passando pela área de serviço e de lazer. Eles são clean e combinam com qualquer ambiente. Depois de ler nossas dicas de decoração, é hora de aproveitar esses lindos móveis de nossa loja e curtir, ainda mais, sua casa.
.
.quarto-casal-gaia

Essa quarto casal completo é moderno, com um super espaço interno no guarda-roupas. Como na foto, ele ficará lindo atrás de um papel de parede.
.
ambiente-acai-solteiro

Esse jogode  quarto completo para solteiro é formado por cama, cama extra e um guarda-roupa 3 portas. Precisando também de uma escrivaninha? Dá uma olhada nessa aí de baixo.
.
ambiente-mamae-bebe

Depois de pintar todo o quarto de seu bebê, é hora de colocar móveis bem bonitos para receber a criança que acaba de chegar. Com esse ambiente você não precisará se preocupar em comprar mais nenhum móvel. Ele acompanha berço e colchão, cômoda mamãe bebê e um guarda-roupa infantil.
.
rack-carraro

Com design moderno, esse rack é feito de madeira e espelhado nas portas frontais, uma ótima combinação. Fica bem em ambientes pequenos e funcionais.
.
estante-ravena-dalla-costa

Se você precisa de um móvel maior para colocar a televisão e outras coisas, então essa estante é ideal para você. Ela possui 7 prateleiras e 2 gavetas. Também possui um design clean que combina com qualquer ambiente.
.
conjunto-de-mesa-madri-weihermann

Nada melhor do que reunir os amigos e a família para oferecer um delioso almoço – ou jantar.
.
cozinha-completa

Pra quem está querendo renovar sua cozinha, esse conjunto é completo e com muito espaço.
.
armario-mobile-getama

Para o seu banheiro, reservei esse armário com 2 portas, que é ideal para quem não tem muito espaço.
.
conjunto-de-armarios-multiuso-brv

Sua área de serviço também merece móveis de qualidade. Esse conjunto acompanha 2 armários verticais, 1 armário pequeno e balcão-sapateira.
.
chaise-longue-com-tela-tramontina

Da área de serviço para a área de lazer. Que tal descansar nessa linha chaise longue? Você pode colocá-la de frente pra piscina ou simplesmente no jardim. Pegue um suco e aproveite seu dia!

Fonte: Blog de decoração

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Veja aqui se seu filho está pronto para participar de um acampamento

Acampamento Ranieri ; férias (Foto: Divulgação / Acampamento Ranieri)
1. Seu filho já dormiu na casa de algum amigo?
a) Sim, ele adora e já está acostumado
b) Não, ainda não chegou a hora e acredito que não vá gostar
c) Mesmo diante dos convites, ele nunca se interessou
2. Seu filho já viajou sozinho?
a) Sim. Ele sempre volta cheio de histórias para contar
b) Não, ele ainda é muito pequeno
c) Foi com a família de um amigo e chorou na primeira noite
3. Ele se relaciona bem com os amigos do prédio ou da vizinhança?
a) Sim, desce e só volta horas depois
b) Às vezes, mas acho mais seguro que ele brinque em casa
c) Insisto para ele ir brincar, mas ele é muito tímido e prefere jogar videogame
4. Já viajou com a escola por mais de 2 dias?
a) Sim, foi ótimo e ele adorou a experiência com os amigos
b) Ele estava inseguro e preferi não mandar
c) Não, pois não quis participar
5. Como você define a personalidade do seu filho?
a) Expansivo e adora conversar
b) Muito apegado à família
c) Tímido e inseguro

RESULTADO!
Se você escolheu...
...Mais opções A

Seu filho está pronto para acampar. Essa experiência será importante para que ele desenvolva melhor a sua autonomia. Ele vai aprender a se virar sozinho em atividades cotidianas, como organizar os seus pertences, tomar banho, escolher a roupa, além de se socializar com outras crianças. Não se preocupe se ele ficar inseguro na noite anterior ao dia de ir para o acampamento. Isso é normal e acontece porque ele vai enfrentar uma nova situação. Isso pode gerar expectativa e aumentar a ansiedade dele e a sua também. Conte a ele detalhes do lugar e incentive a experiência. Vai dar tudo certo!
...Mais opções B

Talvez seu filho já esteja pronto para acampar, mas a sua insegurança não está permitindo que ele expresse ou desenvolva essa vontade. Esse resultado mostra que você precisa analisar como está conduzindo e incentivando a autonomia do seu filho no dia a dia. Ele precisa ser capaz de se posicionar, discutir, conversar e, claro, de realizar pequenas atividades da rotina, como tomar banho, escolher a roupa, falar sobre as suas vontades e organizar as suas coisas. A sua insegurança prejudica a construção dessa independência. Por isso, aí vai a primeira dica: confie no seu filho! Depois, incentive-o a viver essa experiência. É importante também que você passe a mensagem de forma objetiva. Muitos pais, ainda que com a intenção de estimular a criança, dizem frases com duplo sentido, algo como: “Você vai se divertir, mas vai ter que fazer tudo sozinho e não pode chorar de saudade, hein?”. Após vencer o primeiro desafio, você vai notar que a relação entre você e seu filho vai ficar ainda mais forte.
...Mais opções C

Tudo indica que seu filho ainda não está preparado para ir a um acampamento. Para que ele se sinta confiante, é importante que você dê a ele espaço e oportunidade de desenvolver essa autonomia. Pense também no seu exemplo. De nada adianta querer incentivá-lo a ser independente e sociável, se você não interage com outros pais e mães. Para começar, no dia a dia, deixe que ele tome banho sozinho e escolha a própria roupa. Incentive-o a brincar com os colegas no prédio ou da vizinhança. Quando surgir o convite para dormir na casa de um amigo ou de um parente, conte como vai ser legal e aproveite o momento de arrumar a mala para comentar alguns detalhes de como vai ser passar a noite em outra casa. O próximo passo é uma viagem com a família de um dos amigos. Quando ele estiver mais seguro, é hora de dar aquele último empurrão. Mostre fotos do acampamento e promova uma conversa com uma criança que já foi e adorou.

Fonte: Crescer

Por fora, a casa de 130 m² exibe linhas modernistas dos anos 1960 e, por dentro, uma exuberante mistura de estilos

Fachada | Inspirada na escola Bauhaus, a casa tem forma de caixa e proteção de lajes em balanço nas janelas. Porta de madeira de demolição, da Antiquário e Artesanato Maria Barbosa. Paisagismo da Freiman Jardins (Foto: Fotos Victor Affaro | Casa e Jardim)
Atriz e produtora de eventos, Narcisa Leão nasceu em Goiânia, Goiás, e, quando tinha 1 ano de idade, sua família mudou-se para Brasília. Atualmente, a casa de 1 mil m² , onde ela cresceu, virou um local de eventos. “Como trabalho ali com minha irmã Valéria, eu decidi construir minha casa no mesmo terreno, que tem 20 mil m² ”, conta a moradora. Ela escolheu uma área entre frondosas mangueiras e, para que nenhuma delas fosse arrancada, o arquiteto Ney Lima projetou a construção estreita em dois pavimentos. “A inspiração é a escola Bauhaus e tem a nostalgia dos anos 1960. Os detalhes coloridos e o pergolado de troncos roliços remetem ao mexicano Ricardo Legorreta”, explica ele. “Dentro, o conceito é de um loft: não há excessos de cômodos e os espaços são integrados”, afirma Narcisa.
 (Foto: Fotos Victor Affaro/Casa e Jardim)
Com 130 m² , a casa possui a forma de cubo. Uma metade é ocupada pelo living compé-direito duplo. A outra abriga a sala de jantar, a cozinha, o lavabo e a lavanderia, embaixo, e apenas uma suíte, em cima. “Ela tem o essencial e foi bem pensada nos mínimos detalhes”, diz a moradora. na decoração, ela contou com a ajuda de sua mãe,Moema Leão, que é designer de interiores. A maioria das peças era da família e algumas foram criadas com madeira reaproveitada da casa grande. o piso de todos os ambientes é de cimento queimado e, para dar unidade, as paredes são pintadas no mesmo tom. “Quis tudo neutro para colocar meus quadros e objetos coloridos sem briga”, diz Narcisa.
 (Foto: Fotos Victor Affaro/Casa e Jardim)
Sala | A decoração mistura estilos e peças de família, como a cadeira de engraxate, a coleção de Divinos, o baú que serve de mesa de centro e as almofadas. Manta comprada no Peru. Tapete, da Galeria Persa (Foto: Victor Affaro/Casa e Jardim) (Foto: Fotos Victor Affaro/Casa e Jardim)
 (Foto: Fotos Victor Affaro/Casa e Jardim)
A integração com o jardimaumentou meu prazer de cozinhar para os amigos. Posso colocar a mesa lá fora para receber até dez pessoas." Narcisa
Para não bloquear a circulação de ar, que é muito necessária no clima quente de Brasília, e nem perder a visão do verde das mangueiras, o muro em torno da casa é de cobogós, elementos vazados de concreto, pintados de amarelo. Pelo mesmo motivo, a lateral possui pergolado de toras de madeira na área usada para estacionamento de carros. “Também pedi vários recortes com vidro nas paredes do living para olhar do sofá o exterior, como se o verde estivesse em quadros, e para entrar muita luz natural”, afirma a moradora.
 (Foto: Fotos Victor Affaro/Casa e Jardim)
Uma das peças mais intrigantes da sala é a cadeira de engraxate, que Narcisa encontrou na fazenda de seus pais. Na cozinha, aberta para a sala de jantar, onde a moradora prepara receitas especiais para os amigos, o destaque é a geladeira antiga, herdada de sua avó, com pintura laranja. A cor foi definida a partir do mosaico de azulejos que cobre a parede acima da pia. Em uma das laterais, nichos na estante preta, desenhada pelo arquiteto, expõem a coleção de 48 canecas. “A maioria é de família, outras ganhei de presente, e sempre trago mais de viagens”, conta Narcisa, que ainda coleciona pinguins e imagens do Divino Espírito Santo. “Tenho objetos carregados de sentimentos”, diz. “Todos os ambientes da casa foram montados com carinho pelas mulheres da família. Assim como eu, minha mãe e minhas irmãs se envolveram emocionalmente na obra.” 

Fonte: Casa e Jardim

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

ESTUDOS AFIRMAM: Uso frequente do celular aumenta ansiedade e diminui felicidade de estudantes


Os telefones celulares dos alunos raramente estão fora do alcance, mesmo quando eles estão na sala de aula, na biblioteca, ou no refeitório.
Mas será que o uso do telefone celular está relacionado de alguma forma com indicadores mensuráveis importantes para o sucesso do aluno, tais como as notas, seu nível de ansiedade ou seu estado geral de felicidade?
Andrew Lepp, Jacob Barkley e Aryn Karpinski, da Universidade Estadual de Kent (EUA) pesquisaram mais de 500 estudantes universitários em busca de respostas para essa pergunta.
Para isso eles registraram o uso diário de telefone celular e submeteram os estudantes a avaliações clínicas de ansiedade e indicadores geralmente usados para indicar a felicidade, ou a satisfação com a própria vida.
Finalmente, todos os participantes permitiram aos pesquisadores acessar seus registros universitários oficiais, a fim de verificar suas notas.
Avaliação crítica
Os resultados da análise mostraram que o uso do telefone celular está negativamente correlacionado com a felicidade e com as notas, e positivamente correlacionado com a ansiedade.
Em outras palavras, quanto mais usam o telefone celular, mais ansiosos e menos felizes os estudantes se sentem quando comparados a seus colegas que usam menos o telefone celular, além de tirarem notas mais baixas.
No início deste ano, a mesma equipe havia identificado uma correlação negativa entre o uso de telefone celular e a capacidade cardiorrespiratória.
Segundo os pesquisadores, tomados em conjunto, estes resultados sugerem que os alunos devem ser encorajados a monitorar o próprio uso do telefone celular, refletindo sobre o hábito de forma crítica para que ele não se torne prejudicial para seu desempenho acadêmico, para sua saúde mental e física e para o seu bem-estar geral - a sua felicidade.

Fonte: Diário da Saúde

Conheça projetos em que as áreas interna e externa são integradas, seja por portas de correr, painéis de vidro ou grandes aberturas nas paredes

Pisar na grama, cuidar das plantas ou brincar com as crianças. É sempre muito gostoso curtir a área externa. Mas você já imaginou que estas sensações podem estar praticamente dentro de casa? Conheça projetos em que as áreas interna e externa são integradas, seja por portas de correr, painéis de vidro ou grandes aberturas nas paredes


O terreno tinha uma jabuticabeira que orientou o projeto. Assinado pelo arquiteto Jorge Siemsen, ele ganhou formas orgânicas para envolver a árvore. Uma das paredes é de vidro, que proporciona a visualização do jardim em todos os ambientes



Os ambientes sociais são voltados para um pátio interno. “A convivência da família é favorecida pela forma de U, pelo fechamento com painéis de vidro e pela circulação livre”, explica o arquiteto Francisco Fanucci


O que mais incomodava, segundo a moradora, era a casa ser dividida em pequenos cômodos e bastante fechada. Por isso, a reforma do Estúdio Casa Um ampliou o living e o abriu para o jardim interno, com deque, piscina e plantas tropicais

Fonte: Casa e Jardim

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Faça decorações de natal com seu filho

quintal, façam vocês mesmos, neve de verão (Foto: Fernando Martinho / Paralaxis)
Materiais
1. Pote plástico de 300 ml com tampa
2. 500 ML de água
3. Algumas gotas de glicerina líquida
4. Glitter colorido
5. Enfeite de plástico ou cerâmica
6. Resina epóxi









1. Faça a mistura de resina epóxi 
suficiente para fixar o enfeite na tampa do pote. Espere secar até endurecer.
quintal, façam vocês mesmos, neve de verão, 1 (Foto: Fernando Martinho / Paralaxis)





2. Misture tipos e cores diferentes de glitter e coloque no pote até formar uma camada que cubra o fundo.
quintal, façam vocês mesmos, neve de verão, 2 (Foto: Fernando Martinho / Paralaxis)





3. Preencha o copo com água, deixando um espaço de dois dedos. Depois, adicione algumas gotas de glicerina líquida 
quintal, façam vocês mesmos, neve de verão, 3 (Foto: Fernando Martinho / Paralaxis)





4. Tampe bem o pote. Se precisar, reforce a vedação com resina epóxi para não vazar. Está pronto!
quintal, façam vocês mesmos, neve de verão, 4 (Foto: Fernando Martinho / Paralaxis)
Fonte: Crescer

Nesta época de amigo-secreto e festas natalinas, é preciso muita criatividade na hora dos embrulhos



Outra ideia de Theo Siqueira, as páginas de mangá viraram um embrulho diferente. Basta usar as folhas como se fossem papéis de presente comuns. Depois, finalize com uma fita


Se optar pela praticidade das caixinhas de papelão, que já vêm prontas, dê um toque de personalidade com estampas diferentes nas tampinhas. Aqui, as fitas que arrematam o embrulho receberam flores recortadas de papel. 



A designer Juliana Daidone transformou as páginas de um livro antigo em um saco “ecofriendly” – como define. Na frente, a caixinha foi embalada com tecido colorido



No amigo-secreto, deixe um kit com fitas e outros apetrechos para cada um incrementar seu pacote de presente. Valem fitas, palavras de feltro e botões.




Quer criar embalagens que façam tanto sucesso quanto os presentes? A caixinha de louça
e a lata com tecido floral cumprem esse papel e podem depois virar parte da decoração.
As duas têm etiquetas presas a laço de cetim.


Fonte: Casa e Jardim

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Recupere seus moveis antigos e solte sua criatividade para decorar com estilo

Living | A empresária Camila Salek, em sua sala de estar. Na varanda, pintura da artista plástica Erica Mizutani. Bancos Tolix, da Coisas da Doris. Na parede, luminárias Sticky, da Droog. Os vestidos utilizados pelas filhas gêmeas no dia do batizado torna (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Sala de estar | Uma sanca de gesso, pintada de cinza-escuro,  foi presa na parede e hoje funciona como prateleira. Ali ficam expostas imagens e fotografias colhidas em pesquisas da moradora (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Sala de estar | Fã de cultura japonesa, Camila enquadrou o  papel de parede inspirado em mangá, feito pelo estilista francês Jean-Charles de Castelbajac e trazido de viagem ao exterior (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Sabe quando você entra em uma loja e se sente em um mundo à parte? O aroma, a música, a iluminação, o jeito como os produtos são expostos. Isso é sinal de que o trabalho da empresária Camila Salek cumpriu o objetivo. Especializada em visual merchandising, sócia-diretora da Vimer, a mineira de 35 anos vive de criar vitrines, estabelecimentos comerciais, despertar desejos e, acima de tudo, contar histórias por meio de espaços. Daí você pensa: a casa dela deve ser um espetáculo. Pois bem.
Localizado na zona oeste de São Paulo, o apartamento dúplex de 260 m2 pode ser entendido como lugar de experimentação, afeto e memórias. Espere encontrar um ambiente cênico, com paredes cinzas e azul-escuras no living, sofá para gente à beça e móveis que Camila revela ter recuperado do lixo. Quando diz “lixo”, ela quer dizer locais de venda de peças velhas e deterioradas que sequer podem ser chamados de antiquários. Repaginados, com novas pinturas e acabamentos, cristaleira, penteadeira, cama de casal e armário de roupas retomam o curso em suas linhas do tempo. “Como tenho muitos fornecedores, consigo executar qualquer ideia”, conta a empresária. A luminária sobre a mesa de jantar foi criação própria: uma barra metálica, feita em serralheria, com fios entrelaçados e lâmpadas nos soquetes.
Sala de jantar | Os caixilhos pintados de azul, originais do prédio, serviram de inspiração para a paleta de cores da área social. Papel de parede da marca Cole & Son, trazido de Londres. No Brasil, ele é vendido na Wallpaper. A cristaleira antiga, garimp (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Varanda | A empresária Camila Salek na varanda inferior  do dúplex, que tem móveis de fibra brancos, trazidos da loja mineira Okka House (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Quarto de casal | A cama, originalmente, era de viúva. Após a reforma, feita pelo Ateliando, passou a ser tamanho king. Ao fundo, a penteadeira também foi repaginada com laca azul-turquesa (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Quarto de casal | No detalhe, objetos pessoais da moradora e a foto das filhas gêmeas. A mesa lateral Saarinen serve de apoio à cabeceira. Pendentes, da Dominici (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Da morada anterior, um sobrado de condomínio onde nasceram as filhas gêmeas, Maria Luiza e Gabriela, a proprietária trouxe as experiências de pisar no chão e de fazer da casa, em si, uma atração. “Foi lá que aprimorei o hábito de receber”, diz. Mesmo vivendo hoje em apartamento, as meninas não deixam de brincar ao ar livre, na ampla varanda superior, e os amigos continuam desfrutando das reinações de Camila com as panelas. Matriculada em um curso de culinária, ela acompanhou de perto cada detalhe de sua cozinha, que tem como marca o confortável piso de madeira – o mesmo que percorre o living e celebra o casamento entre os dois ambientes. Toques de afeto temperam a decoração. Na parede atrás do sofá, estão os vestidos usados pelas meninas no dia do batizado. Na área externa, há uma pintura, feita pela artista plástica Erica Mizutani. “Se um dia eu me mudar, não poderei levar comigo”, conta. Por trás desse ponto de vista e do bem-humorado papel de parede de flamingos, há uma mensagem maior, que traduz Camila e sua morada: a vida é hoje, ouse!
Quarto infantil | As filhas gêmeas da moradora dormem lado a lado, em camas que antes eram como berços. Estante, da Tok & Stok. Quadro da artista Jana Magalhães (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)

Varanda | Na parte superior do dúplex, uma das varandas é o espaço de brincar das crianças. Na parede, tinta para lousa, em que as meninas podem desenhar (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)
Fonte: Casa e Jardim

Você sabia? Alecrim e hortelã melhoram aprendizado e memória



Extratos feitos a partir de antioxidantes presentes na hortelã e no alecrim melhoram a aprendizagem e a memória.
"Nós descobrimos que estes compostos reduzem os déficits causados pelo transtorno cognitivo leve, que pode ser um precursor para a doença de Alzheimer," disse Susan Farr, da Universidade Saint Louis (EUA).
A pesquisadora testou um ingrediente à base de antioxidantes presentes no extrato de hortelã e duas doses diferentes de um antioxidante semelhante feito a partir de extrato de alecrim em camundongos com declínio cognitivo relacionado à idade.
Ela verificou que quanto maior a dose de extrato de alecrim, melhor é a melhoria da memória e da aprendizagem em três comportamentos testados.
Uma dose mais baixa de alecrim melhorou a memória em dois dos testes comportamentais, o mesmo resultado do composto feito a partir de extrato de hortelã.
Além disso, houve sinais de redução do estresse oxidativo nas cobaias - que é considerado um marco do declínio relacionado à idade - na parte do cérebro que controla o aprendizado e a memória.
"Isso provavelmente significa que comer hortelã e alecrim é bom para você. No entanto, nossos experimentos foram feitos em um modelo animal e não sabemos o quanto dessas ervas as pessoas teriam que consumir para melhorar a aprendizagem e a memória," ressalva a pesquisadora.

Fonte: Diário da Saúde

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Pequenos detalhes sempre fazem a diferença na decoração. Melhor ainda se esses detalhes custarem pouco e forem muito fáceis de fazer

Pequenos detalhes sempre fazem a diferença na decoração. Melhor ainda se esses detalhes custarem pouco e forem muito fáceis de fazer. Por isso hoje separei algumas rápidas e criativas que vi por aí e resolvi compartilhar. São bem diferentes e sua cozinha vai ficar um charme com essas ideias, escolha a que mais gostar e aplique ;D
 Que tal usar uma colher de pau como gancho pra pendurar o que quiser? Criativo, não?!
Se você acha suas cadeiras sem graça, que tal pôr uma “sainha” nelas? 
 E para organizar e separar colheres dos garfos e das facas? Use copinhos diferentes e decorativos como porta utensílios.
Outra dia muito boa na decoração da cozinha é utilizar bancos ao invés de cadeiras na mesa. Confira em nossa galeria.
Fonte: Blog de Decoração

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Está sem espaço para um jardim? Veja algumas ideias que poderão te ajudar...


A piscina ocupa quase todo o quintal, mas a moradora fazia questão de ter muitas plantas. Para não atrapalhar a circulação, o paisagista Silvio Sanchez optou pelo jardim vertical. Os muros foram tomados por trepadeiras de crescimento rápido.



Graças ao muro de 27 x 2 m, ninguém nota a vizinhança. Só se veem lambaris-roxos, russélias e clorofitos intercalados, em um jogo de texturas e cor. O sistema de irrigação automatizado facilita a manutenção. Projeto do paisagista Gilberto Elkis



O muro tomado pela unha-de-gato inspirou a escolha da cor da piscina, revestida por pastilhas de vidro verdes. Casa da designer Vera Cortez


Ao fundo da piscina, balanço herdado da avó da moradora e, em seguida, muro coberto com unha-de-gato. Projeto da paisagista Claudia Muñoz

Fonte: Casa e Jardim

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Gosta de Piscina em casa? Veja cinco projetos em que você pode dar um mergulho sem sair do interior da casa

Com o calor, nada melhor do que uma piscina para refrescar. E é possível ter uma em casa, mesmo sem quintal. Duvida? Provamos com cinco projetos, no Brasil e no mundo, que a água pode estar entre quatro paredes. Há sugestões de vários tamanhos e estilos. Confira
 
 (Foto: Nelson Kon/Casa e Jardim)
Ao lado do quarto
De estilo contemporâneo, a construção de Isay Weinfeld foi concebida com poucos e amplos cômodos, atendendo ao estilo de vida da moradora. Ela quis uma sala de ginástica com barra de exercícios de balé e piscina coberta junto às duas suítes, dela e de hóspedes, no andar superior. “Fechei a piscina com elementos vazados de concreto e madeira porque os vi nas casas das décadas passadas da região de Sumaré”, diz o profissional. Revestida de pastilhas, ela é rodeada por deque.
 
 (Foto: Leonardo Finotti/Casa e Jardim)
Dentro e fora
A proposta do projeto do escritório Bernardes Jacobsen era a integração total das áreas internas e externas, para ampliar a entrada de luz natural. Em frente à porta de entrada, uma escada metálica dá acesso à biblioteca do mezanino. Sob ela há uma raia, que começa na área externa dos fundos e invade o living, formando dois corredores nas laterais. “A escada é solta para não ter paredes dividindo os ambientes”, afirma o arquiteto Rafael Zampini. As portas são basculantes.
 
 (Foto: Evelyn Müller/Casa e Jardim)
Uma raia tropical em casa
Quando a porta basculante de vidro se abre, a sala e a área externa ficam integradas por uma piscina cercada de plantas neste projeto concebido pelo paisagista Gilberto Elkis e executado pela arquiteta Symone Costa da Fonte. A raia corre lateralmente pela sala e termina, no jardim, em uma prainha com hidromassagem. A vegetação tropical acompanha o muro dos fundos. A parede de mosaico português irregular que cerca a água ganha mais luz – e evidência – porque está ao lado do vidro da piscina. Isso mesmo: a piscina foi revestida com placas de vidro encapsulado. Com isso, ganhou um aspecto cristalino. Se os convidados não resistirem à tentação de pôr os pés na água, só precisam tirar os sapatos e sentar nas poltronas suspensas à beira da piscina. Nada mais relaxante.
 (Foto: Divulgação)
Atrações masculinas
Dá para ter piscina até dentro de apartamento. É o que prova o arquiteto australianoWeir Philips. Ele projetou a casa de um homem solteiro, com área de lazer integrada ao living. A piscina é como uma banheira gigante e pode ser coberta por um painel de vidro pivotante. Ao lado, móveis e esculturas convivem naturalmente. O azul da água foi usado em outros pontos, para deixar a decoração mais viva.
 (Foto: Divulgação)
Renovar vale a pena
Uma estreita casa de 1920, em Singapura, foi reformada pelo escritório KD Architects. Na falta de área externa, o piso térreo ganhou piscina interna, possibilitando a criação de uma área de lazer no imóvel. Ela fica logo na entrada, ao lado da escada que leva à área íntima, distribuída em mais três andares. Materiais rústicos, como cimento e tijolos, foram usados na decoração.

Fonte: Casa e Jardim